Caderno de Uaba

Enjôo

Posted on: junho 9, 2008

Hoje, comi o pastel de nata mais gostoso da minha vida. Explico: senti dores imensas na barriga desde sábado. (Não tenho o mínimo pudor de dizer quando tive problemas intestinais. Eles fazem parte da minha vida, uma parte nem tão cheirosa assim, mas, ainda, uma parte). Tomei um remédio e parei de ir ao banheiro, mas a dor continuou. Eram pontadas que davam não só no intestino, muito mais no meio da barriga. Comi pouquíssimo de sábado para hoje. Meu cardápio variou entre: arroz, carne seca, banana, água de coco e coca-cola. De vez em quando minha mãe me deixava comer uma bolacha. Me senti muito enjoada, o tempo todo.

Domigo, saí com meu namorado para o shopping. Poxa, adoro shopping, passear, compras, etc., acho que a dor me fez enjoar até daquele clima de vendas desesperadas para o dia dos namorados. Queria sair correndo dali o mais rápido possível. Aguentei uma hora e meu namorado me deixou em casa. No caminho, senti enjôo de tudo, do trânsito, dos buracos na rua, dos lugares por onde sempre passo. Tive vontade de fugir novamente.

Chegando em casa, comecei a chorar. Deitei na cama, minha mãe perguntou o que eu tinha, mas eu não conseguia pronunciar palavras. Ela foi tentando adivinhar o que eu tinha através de perguntas e eu respondia com a cabeça. Quando ela foi preparar algo para eu comer, comecei a chorar um choro desesperado, como nunca tinha chorado antes, mesmo com os meses de depressão. Acho que juntou a dor, o enjôo, as mesmices da vida, minha falta de interesse pelas coisas e, principalmente, o stress, sim, o cansaço enorme que a faculdade provoca em mim. Não aguento mais. Acho que isso explodiu de vez. Mesmo assim, não consegui dizer a minha mãe o que realmente me afligia. Só fiz chorar. Quando fiquei tão exausta de soluçar, dormi.

Acordei de madrugada e consegui comer papa. Assisti o dvd da Cinderela pela milésima vez com minha mãe e fomos dormir. Só acordei ao meio-dia de hoje. Não consegui comer muita coisa. Na hora do jantar, depois da aula, saí com meu namorado. Comprei um pastel de nata e uma coca. Acho que comi com tanta avidez, que meu namorado me perguntou se eu estava com muita fome. Bem, agora tenho que encarar mesmo o fim do semestre, as festas de São João, o pessoal da faculdade e, o pior de tudo, a rotina.

Anúncios

1 Response to "Enjôo"

Se te servir de consolo, lembra que ter passado mal te tirou da rotina, hum?!?! É… desculpa, piada de mal-gosto.

Mas é sério, devemos encarar as coisas que vêm a tona. O que eu acabei de ler deixou claro que você deve mudar não a rotina, mas essa rotina.

O stress que a faculdade provoca não é demanda dela, é sua. Não, não estou falando pra negligenciar a faculdade nem nada disso, mas passar a encarar as coisas dela com menos peso. Como fazer isso? Aí é com você…

Outra coisa, se dê mais tempo (saia da internet nos tempos livres, de preferência), você vai encontrar interesse em algo, eu garanto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

A dona

Uaba, 21 anos, Recife. Faço Arquitetura e Urbanismo, mas era absurdamente melhor quando cursava Letras. Ansiosa, perfeccionista e sonhadora. Consumista, que só gosta de ganhar presentes. Sempre procrastinando. Humor super oscilante. ♥ English ♥ an adorable green-eyed white rabbit ♥ Travis

Este mês…

junho 2008
S T Q Q S S D
    jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Meu Flickr

Posts antigos

Stats

  • 66,291 visitas
%d blogueiros gostam disto: