Caderno de Uaba

A menina e o banheiro

Posted on: novembro 4, 2008

Esta é a história da menina que tinha um banheiro mágico. Seu banheiro parecia um banheiro comum, mas o antigo dono da casa em que ela foi morar, um velho senhor contador de histórias, deixou um “encantamento” neste banheiro, justamente o que ficava no quarto da garotinha. Todas as vezes que a garotinha entrava nele, ela ficava invisível e ia para um mundo diferente, em que ela podia fazer o que desejasse, mas com uma condição: ela teria que imaginar o que queria.

Às vezes, a garotinha estava muito cansada e só pedia um papel e uma caneta para escrever, desenhar ou fazer barquinhos. Quando estava feliz, seu mundo poderia ter um grande gramado verde onde ela se deitava, sem formigas para incomodá-la, e podia observar a imensidão do céu estrelado. Uma vez ela até foi aluna de um colégio interno, numa outra época, só para moças, bem longe da sua família e com muitos deveres de casa. A menina também já usou roupas diferentes, experimentou pratos exóticos e brincou com seu cabelo, fazendo penteados muito estranhos. Frequentemente, ela nadava em poças de lágrimas e sangue, mas terminava escorregando por um tubo até bater na parede do banheiro real. Ela adorava o tubo!

Fonte da imagem

Fonte da imagem

A garotinha nunca mais quis se mudar para outra casa, pois sentia-se feliz por ter um banheiro mágico. Ninguém sabia dele, nem mesmo seus pais. Certa vez, uma amiga da menina entrou nele. Foi muito tenso, pois ela não sabia se o seu mundo se manifestaria para sua amiga. Aparentemente, a amiga não conseguiu ver nada diferente porque saiu de lá do mesmo jeito que entrou (talvez apenas com a bexiga vazia). Este fato intrigou um pouco a garota, mas ela resolveu não perguntar nada à amiga, o segredo seria quebrado.

Um dia a menina entrou no banheiro e deixou um bilhete escrito: “Oi, tem alguém aí? Alguém pode me ver aqui?”. Colou o bilhete no espelho, fechou a porta e saiu por uns instantes. Quando voltou, havia uma resposta colada embaixo da sua: “É apenas sua imaginação, garotinha!”. Então ela compreendeu que o seu querido banheiro só se “manifestava” de acordo com a mente de quem entra nele. Aí ela pensou na sua amiga, e concluiu que ela não tem imaginação!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

A dona

Uaba, 21 anos, Recife. Faço Arquitetura e Urbanismo, mas era absurdamente melhor quando cursava Letras. Ansiosa, perfeccionista e sonhadora. Consumista, que só gosta de ganhar presentes. Sempre procrastinando. Humor super oscilante. ♥ English ♥ an adorable green-eyed white rabbit ♥ Travis

Este mês…

novembro 2008
S T Q Q S S D
« out   dez »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Meu Flickr

Wireless

Shiny Shoes

Trees





Mais fotos

Posts antigos

Stats

  • 66,237 visitas
%d blogueiros gostam disto: