Caderno de Uaba

Posts Tagged ‘infância

Toddynho

Posted on: junho 6, 2008

 

Toddynho

 Desde pequena eu gosto de Toddynho. Não vale outro tipo de achocolatado, tem que ser Toddynho. Meu pai sempre reclamou: é caro, tem igual mais barato, é moda, etc. Mas não, nunca gostei de outro, tinha que ser o próprio. Não tem igual nem parecido, o Toddynho sempre foi o mais gostoso.

O Toddynho faz parte da minha vida desde que eu ganhei uma lancheira. Foi tipo um amor à primeira vista. Sempre levava um para o colégio para tomar na hora do lanche. Teve até uma fase que eu gostava de estourar as caixas vazias de Toddynho. Enchia-as de ar e pisava, era resto de Toddynho pra tudo que é lado. Ficava com pena de estragar o restinho, mas era divertido! Quando virei “gente grande”, fiquei com vergonha do Toddynho no colégio porque todos os meus amigos levavam dinheiro para comprar o lanche na cantina. Mas não abandonei meu “companheiro de aventuras”, ele sabia que era só uma fase e que, mesmo eu tomando escondido em casa, ele sabia: um dia, retornaria ao recreio do colégio. Esperto o Toddynho, lá no primeiro ano, voltei a levá-lo comigo, todas as manhãs e o tomava dentro da sala mesmo. Depois perdi a vergonha de vez e saía pelos corredores com meu Toddynho na mão. Eu era a “babaca”, mas, no fundo, tenho certeza que muita gente que me olhava estranho queria ter um Toddynho na mão.

E eis que o maravilhoso líquido de chocolate me acompanha até hoje, sempre tenho um na bolsa. Meu pai ainda reclama que é caro, diz que dá espinha, que não é para eu tomar muito. Bem, eu faço o seguinte: Toddynho nos dias de aula e coca-cola no fim-de-semana. Fechou!

Ah, só para não fugir do tópico principal do blog: usam o Toddynho para conseguir meu caderno na faculdade! Já me mostraram camisas de Toddynho e todo mundo continua rindo quando eu tiro meu Toddynho da bolsa, mas é vício já. Pior que coca-cola. Inclusive fizeram uma tirinha em tiopês (inspirada neste site) para mim, mostrando o suborno que acontece para conseguirem meu caderno nas vésperas de prova. E já existe outro diálogo imaginário rolando por aí:

– Ei! Trouxesse o Toddynho de Uaba?
– Eita, porra, esqueci! Vou me lascar na prova de amanhã!

______________________________________________________
Coisa rápida: ainda vou organizar os links deste blog, quem quiser fazer parceria (trocar links) avise pelo comentário, ok?!

Anúncios

A dona

Uaba, 21 anos, Recife. Faço Arquitetura e Urbanismo, mas era absurdamente melhor quando cursava Letras. Ansiosa, perfeccionista e sonhadora. Consumista, que só gosta de ganhar presentes. Sempre procrastinando. Humor super oscilante. ♥ English ♥ an adorable green-eyed white rabbit ♥ Travis

Este mês…

outubro 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Meu Flickr

Posts antigos

Stats

  • 66,277 visitas