Caderno de Uaba

Posts Tagged ‘vida

Estava me sentindo tão infeliz, vazia e triste nos últimos meses, que já estava achando que não havia mais sentido algum em viver. Só as coisas ruins chamavam minha atenção e me deixavam mais tristes do que deveriam. E, ainda por cima, deixava as pessoas que mais amo tristes por me verem triste e não saberem mais o que fazer. Não estava normal.

Não sei bem dizer o que aconteceu, o fato é que me sinto melhor. Finalmente posso dizer que estou melhorando. Claro que não estou 100%. Essas coisas demoram um bom tempo para serem resolvidas completamente e eu sei disso. Nada acontece de uma hora para outra. Mas sinto uma recuperação chegando, uma boa energia de volta ao meu lado. E o que preciso agora é deixar esta boa energia entrar e não sair mais de perto.

Outra coisa que preciso, e isto faz muito sentido, é descobrir as coisas que me fazem feliz. Digo, fazer uma listinha (sempre a ser completada) com as coisas que mais me deixam feliz. Sabendo disso, vou descobrir um pouco mais sobre mim e, assim, poderei fazer uma imagem de mim mesma, para mim mesma! Não sei se estou indo pelo caminho certo, mas é o que mais me parece certo no momento. Preciso de bons estímulos para continuar vivendo alegre, aliás, como sempre fui.

A vida é maravilhosa se não se tem medo dela.
(Charles Chaplin)

E ainda estou acordada. Já assisti A Fantástica Fábrica de Chocolate e fiz um paper toy da Venus de Milo. Agora não me resta outra coisa a fazer senão postar alguma coisa no meu blog. Os pássaros estão cantando. Queria ser como um pássaro. Seria ótimo poder acordar no nascer do sol e dormir ao anoitecer. Pelo menos, de certa forma, eu seria um pouco mais saudável e não pareceria cansada o tempo todo.

Sempre pareço cansada. As pessoas chegam para mim e a primeira coisa que notam são minhas olheiras. E elas normalmente me perguntam “você está cansada? você parece tão cansada, coitada“. Na verdade, não estou nem um pouco cansada, digo, não fisicamente cansada. Acho que meu rosto reflete o fato de que estou sempre cansada da minha vida. Isto seria verdade. E, às vezes, posso trocar o `cansada` por `farta`. Estou farta da minha vida. Quero outra vida.

Traduzido daqui.

Minha mãe me levou no trabalho hoje. Teoricamente, depois disso era para eu pegar o ônibus que me leva direto para a faculdade. Bem, foi isso o que eu fiz. O problema é que este mesmo ônibus, antes de chegar à faculdade, também passa muito perto da minha casa. Adivinhe o que eu fiz? Acertou, desci na parada de casa. Cheguei lá, joguei minhas coisas no chão e fui dormir. Acabei de acordar.

Por falar em chão, não sei mais o que é isso. Meu quarto tem tanta coisa espalhada nele que só ando na ponta dos pés para não esmagar nada. Já a mesa tem várias coisas soterradas embaixo dos escombros de livros, cadernos, lápis, toalhas, pacotes de bolachas, papéis, etc. O guarda-roupa, bem, este é um clichê: você abre e as coisas desmoronam na sua cabeça. Nunca fui um poço de organização, mas chegar a esse ponto, para mim, é porque tem alguma coisa muito errada. E tem.

Hoje é véspera do meu aniversário e me sinto triste, desanimada e sem nenhuma perspectiva de que minha vida melhore. Se você tiver um pouco de imaginação, verá a nuvem enorme e negra de pensamentos confusos que paira sobre a minha cabeça. Enxergará preocupação atrás das minhas espinhas. Verá as pitadas de tensão na minha pele. Meu corpo todo é uma figura de linguagem.

Escuto sempre as pessoas reclamando que não têm vida. Não sei, nunca percebi se tem realmente alguém que goste da pressão do dia-a-dia. Se tem alguém que sinta prazer em ser estressado. Ou se existe algum ser humano que goste de trabalhar tanto quanto um escravo para ter apenas uma ou duas horas de lazer por semana. O que é a sua vida? Alguém saberia me responder? Porque eu ainda não descobri o que estou fazendo aqui que ainda valha a pena meu esforço.

Dia bom

Posted on: novembro 3, 2008

bom

Apesar de ter começado mal, meu dia trouxe bons momentos e esperança. Sei que minha vida não é perfeita, sei que meu ano não foi o melhor, sei que estou doente, sei que posso ficar bem, sei que pessoas me amam e são amadas por mim da mesma forma.

O dia de hoje mostrou como devo agir. Me sinto mal, tenho vontade de ficar na cama e não sair mais. Algo me mantém no fundo do poço. De repente, surge uma pequena mão tocando meu ombro e pendindo para segurá-la e não ter medo. Outra mão maior aparece e diz para confiar nela. Atrás dessas mãos vejo uma corda que as segura bem fime com um nó dado numa estaca grande, sólida e fincada fundo na terra.

Resolvo confiar. As mãos seguram e começo a subir e a sentir o calor do sol tocando meu rosto, o vento balançando meus cabelos e dou um sorriso. As mãos me puxam devagar, com cuidado para que eu não caia de volta no poço. A medida que o fundo se distancia, sinto medo do que aparecerá naquela claridade e olho para trás. Sinto mais medo ainda e as mãos me apertam e soltam para que eu volte a olhar para cima. Ouço uma música ecoando nas paredes do poço, cantada por uma voz suave e masculina: just follow the light and don’t be afraid of the dark. As palavras em inglês penetram em minha mente traduzidas em esperança, em força.

Minha jornada até a saída no topo do poço ainda não terminou. Porém, estou no meio do caminho para chegar lá. A visão das mãos, da corda e da estaca, firmes, fortes, seguros, me fazem não ter medo. Agora, logo que penso em olhar para trás, a música começa a ecoar e a me lembrar que preciso prosseguir. Já passei muito tempo presa no fundo daquele poço. Já está mais do que na hora de alcançar o topo.

2 meses

Posted on: novembro 1, 2008

Quando escuto alguém dizer “ano novo”, algo dentro de mim se manifesta. Não sei bem explicar o que é, mas tem algo a ver com ansiedade. Aquele friozinho na boca do estômago. Estou sedenta por mudança, preciso de um ano novo melhor do que qualquer outro. É o que peço, preciso, desejo, porque não vou aguentar um ano como este que está terminando. Já tive um bem parecido (2005) e já achava que era o bastante de sofrimento nesta vida. Nada é bastante e a vida é uma só.

Complete…

Posted on: julho 9, 2008

Este é mais um questionário (meme de fotolog). Desta vez, roubei da Marimoon, digo logo. Simples, só completar, não tô fazendo nada mesmo… Lá vai!

COMPLETE:

– Eu tenho: 20 anos
– Eu desejo: ganhar dinheiro sem fazer esforço heh
– Eu odeio: quando tem festa no salão do prédio, sempre colocam o som embaixo da minha janela
– Eu escuto: Travis
– Eu tenho medo de: mariposa, qualquer bicho voador e nojento
– Eu não estou: cheia de trabalho, finalmente
– Eu estou: de férias!
– Eu perco: tempo
– Eu preciso: arrumar meu quarto, urgentemente
– Me dói: a coluna, por conta dessa cadeira

SIM OU NÃO?

– Tem um diário? sim
– Gosta de cozinhar? não
– Gosta de tempestades? sim
– Há algum segredo que vc não tenha contado à ninguém? sim
– Acredita no amor? sim
– Toma banho todos os dias? não heh
– Quer casar? sim
– Quer ter filhos? sim

QUEM É?

– Amigo estranho: Fernando
– Amigo mais chato: Bolsa
– Amigo que te conhece melhor: minha mãe
– Amigo escroto: Dayvison
– Amigo Galinha: Thiago
– Amiga irmã: Helena
– Amigo irmão: Sofs
– Amigo Pentelho: meu irmão
– Amigo pra todas horas: Manu

QUAL É?

– A frase que mais usa no msn: não uso msn
– Sua banda favorita: Travis
– Seu maior desejo: viajar
– 3 Lugares estranhos que vc transaria: vou pensar, daqui a pouco te conto

OUTRAS PERGUNTAS

– Signo: escorpião
– Cor dos olhos: marrons
– Numero favorito: 13
– Dia favorito: sábado
– Mês favorito: novembro
– Estação do ano favorita: inverno
– Café ou chá? café

VOCÊ

– Tem problemas de auto estima: sempre, quando estou prestes a sair e meu cabelo está feio, ou minha mãe me olha com cara de reprovação
– Abriria mão de ficar com alguém muito gata por respeito ao proximo: sim? não? talvez!
– Iria a uma micareta: não, obrigada
– Cuidaria de amigos bebados: não mesmo
– Dá toko sem problema nenhum: toko? não preciso

NAS ULTIMAS 24HS VC:

– Chorou? sim
– Ajudou alguem? sim
– Ficou doente? não
– Foi ao cinema? quase
– Disse “te amo”? por sms
– Escreveu uma carta? não
– Falou com alguem? sim
– Teve uma conversa séria? não
– Perdeu alguem? não
– Abraçou alguem? sim
– Brigou com algum parente? sim
– Brigou com algum amigo? não

ALGUMA VEZ VC PODERIA:

– Beijar alguem do mesmo sexo? não
– Fazer sexo com alguem do mesmo sexo? não
– Saltar de paraquedas? não
– Cantar em um karaoke? sim
– Ser vegetariano? sim
– Se embebedar? não
– Roubar uma loja? sim hahaha
– Se maquiar em publico? sim

Acaba assim? Muito estranho, acho que esqueceram o resto do questionário… Ah, adoro responder sim ou não! Tô a fim de escrever uma história sem sentido… vou lá, tchau!


A dona

Uaba, 21 anos, Recife. Faço Arquitetura e Urbanismo, mas era absurdamente melhor quando cursava Letras. Ansiosa, perfeccionista e sonhadora. Consumista, que só gosta de ganhar presentes. Sempre procrastinando. Humor super oscilante. ♥ English ♥ an adorable green-eyed white rabbit ♥ Travis

Este mês…

agosto 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Meu Flickr

Posts antigos

Stats

  • 66,263 visitas